Campus Party dobra de tamanho em 2009 e muda de local


O evento de tecnologia Campus Party abre as inscrições à meia-noite desta sexta-feira (26) com novidades: em 2009, 6 mil pagantes poderão participar da semana “geek”, que vai se mudar do prédio da Bienal do Ibirapuera para o Centro de Exposições Imigrantes, na zona sul de São Paulo.

Na primeira edição, ocorrida em fevereiro deste ano, 3.000 inscritos foram ao evento, sem contar os visitantes gratuitos. A idéia da Campus Party é discutir, durante uma semana, tecnologia, mídia e entretenimento em frentes como astronomia, robótica, software livre, games, simulação, modding (modelagem de computadores), música e blogs.

A área de criatividade foi desmembrada para a edição 2009, ficando dividida em vídeo, design, fotografia e música.

Quem comprar os ingressos poderá se mudar para o local com seu computador e terá direito a um ponto na conexão de 10 GB –maior banda já disponibilizada em um evento de tecnologia. O ingresso dá direito a acampar de 19 de janeiro a 25 de janeiro. Ainda não está definido se os participantes terão barracas de graça, como ocorreu na edição deste ano –as “cabaninhas” dependem de acordo com patrocinador.

Nas inscrições desta madrugada, terão prioridade os 3 mil ‘campuseiros’ da primeira edição. Eles poderão pagar R$ 100 até 6 de outubro. A partir de 7 de outubro, as inscrições estarão abertas para o público em geral, também por R$ 100. De 1º de novembro em diante, o preço sobe para R$ 150.

Com a mudança de local, a organização do evento tenta responder a uma das principais reclamações de participantes da primeira edição: a falta de infra-estrutura. Segundo a organização, o Centro de Exposições Imigrantes tem melhor estrutura de banheiros, de energia elétrica, além de ser maior.

Para fazer o transporte dos visitantes, deve haver ônibus que farão o trajeto entre estações de metrô e o centro de exposições.

Também desagradou na estréia do evento no país algumas restrições. No próximo ano, bebidas alcóolicas continuarão vetadas (o evento é aberto para menores de 18 anos, desde que acompanhados por pais). Por outro lado, o evento vai liberar a entrada e saída dos ‘campuseiros’ do local durante 24 horas –neste ano, era proibido escapar da Campus Party de madrugada.

O evento informa também que sexo nunca esteve vetado nas dependências da Campus –o que chegou a ser afirmado por seguranças. Neste ano, a organização cogita inclusive distribuir preservativos, por meio de parcerias com entidades. “Nunca chegou a ser proibido [o sexo]. Temos até a preocupação de fazer parcerias com a prefeitura e o governo de São Paulo para distribuir camisinhas”, afirma o diretor do evento, Marcelo Branco.

Para estimular a interação entre os participantes, a Campus Party vai ter uma área específica para baladas, que aconteciam de maneira informal na primeira edição. A idéia é mostrar músicas e vídeos produzidos dentro da própria feira e fazer com que as pessoas interajam.

Fonte: Folha Online

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: