Microsoft perturba estréia de MacBooks

Táticas semelhantes às usadas em uma disputa pela presidência estão sendo aplicadas pela Microsoft na concorrência com a Apple.

Semanas atrás, a gigante do software, cansada dos ataques da Apple à sua campanha publicitária, estreou uma série de anúncios destacando as características positivas dos usuários do Windows, o que na minha opinião acabou com os modelos bonitinhos do Mac (coisa que eu curto muito).

Veja a matéria completa Aqui

Ganhe dinheiro facilmente

Pessoal está certo que sempre recebo correntes spams e novamente eu estava na lista de 44 pessoas que receberam este abaixo. O pior é que muitas pessoas acreditam nisso, opa… você acredita?

Clique aqui e veja o formato do email que acabei de receber, é coisa incrível, não acredito como tem gente que pensa que é verdadeiro.

E você vai repassar?, eu to repassando pra muita gente, será que vou ganhar alguma coisa? hahaha

Não caia nessa!

Microsoft® Silverlight™ Tools for Visual Studio 2008 SP1 (RC0)

Pessoal, está quase chegando a versão final do Silverlight™, foi liberado o primeiro Release Candidate que já traz bastante controles integrados no Visual Studio 2008.

Para download:
http://silverlight.net/GetStarted/sl2rc0.aspx

Para conhecer as novidades:
http://weblogs.asp.net/scottgu/archive/2008/09/25/silverlight-2-release-candidate-now-available.aspx

Mercado de trabalho: 10 mil vagas para plataforma Microsoft

hoje no IDG Now uma notícia com uma estimativa que no Brasil existem 10 mil vagas abertar para trabalhar com plataforma Microsoft, desde desenvolvimento a profisionais de T.I.

É um bom mercado não acham? 😉

Podem ver mais no seguinte endereço http://ct.idg.com.br/cgi-bin/redirector.cgi?rnd=0&uid=37a1da9d65113d696123b2989115b105&site=idgnow&origem=idgnow&url=http%3A//idgnow.uol.com.br/carreira/2008/09/12/brasil-tem-demanda-de-ate-10-mil-vagas-abertas-em-plataforma-ms&title=Brasil%20tem%20demanda%20de%20at%E9%2010%20mil%20vagas%20abertas%20em%20plataforma%20MS&type=RSS

Fonte: SharpCode

Microsoft aposenta Windows XP

A partir de ontem, 30 de junho, a Microsoft deixou de distribuir o sistema operacional Windows XP aos principais fabricantes de computadores e grandes estabelecimentos comerciais. Contudo, ela ainda continuará oferecendo o software a fabricantes menores e os estabelecimentos continuarão vendendo cópias do programa até que se esgotem suas reservas.
Segundo a MS, a decisão de abandonar o Windows XP foi difícil, mas reiterou que seu “compromisso com a inovação” a obrigou a substituí-lo pelo Vista, lançado em 2007.

Mudança gradual
A Microsoft também deixará de fornecer o sistema operacional para que grandes fabricantes como Dell, HP e Lenovo instalem o Vista nos sistemas que vendem a empresas e indivíduos.
Outros fabricantes menores de PC continuarão recebendo o XP para instalação até janeiro de 2009. Além disso, a Microsoft distribuirá o Windows XP Home até junho de 2010 para sua instalação em computadores de capacidade reduzida (netbooks) e os de baixo custo.
No ano passado, a Microsoft teve de adiar o início da “aposentadoria” do Windows XP diante da rejeição de muitos consumidores, tanto individuais quanto corporativos, em substituir o sistema operacional.

Fonte: Olhar Digital

Bill Gates chora na despedida da Microsoft

Bill Gates despediu-se na sexta-feira (27) da Microsoft para se dedicar em tempo integral à filantropia na organização Bill & Melinda Gates Foundation. “Não haverá um único dia na minha vida em que não estarei pensando sobre a Microsoft, sobre as grandes coisas que estamos fazendo e que desejamos fazer”, afirmou Gates, que enxugou algumas lágrimas quando um grupo de funcionários se levantou para aplaudi-lo de pé.

Em um evento com funcionários da Microsoft realizado na sede da empresa, em Redmond, Gates subiu ao palco ao lado do executivo-chefe da empresa, Steve Ballmer.

Ballmer, um colega da Universidade Harvard que foi trabalhar na Microsoft à convite de Gates, ficou emocionado ao descrever o impacto de Gates sobre a empresa e sobre a sociedade em geral. “Não há uma forma de agradecer ao Bill. O Bill é o fundador. O Bill é o líder’, afirmou Ballmer. ‘Este é o bebê do Bill.”

Ballmer afirmou que pensou em abandonar o emprego um mês depois de ter ingressado na Microsoft. Gates pediu veementemente que ele ficasse. “Foi isto o que o Bill me disse: ‘Você não está entendendo. Você não está entendendo. Vamos colocar um computador sobre todas as mesas e em todos os lares”, afirmou Ballmer.

Gates deixa toda uma vida dedicada ao desenvolvimento de software e concentrará suas energias em promover a descoberta de novas vacinas ou o financiamento de projetos em países em desenvolvimento.

A Microsoft continuará sob o comando do executivo-chefe, Steve Ballmer, do chefe de estratégia e pesquisa, Craig Mundie, e do chefe para arquitetura de softwares, Ray Ozzie. Em junho de 2006, Ozzie já havia assumido o posto de Gates como responsável pela arquitetura de software da Microsoft.

Como é o maior acionista da Microsoft, Gates continuará a ser o presidente do conselho da empresa e a trabalhar em alguns projetos especiais de tecnologia. A participação de 8,7% que ele detém na companhia vale cerca de US$ 23 bilhões.

Ballmer e a direção da Microsoft, no entanto, terão de enfrentar os novos desafios da companhia que viu cair seu lucro no último trimestre em 11% e perdeu a batalha pelo controle do mercado de buscadores da internet para o Google, especialmente após seu fracasso em adquirir a Yahoo!.

As inúmeras críticas recebidas por seu último sistema operacional, o Windows Vista, com problemas de compatibilidade com outros programas e periféricos, não impediu que sua comercialização vingasse, já existindo mais de 140 milhões de variações no mundo todo.

Muitos usuários e empresas continuam, no entanto, ligados ao seu antecessor Windows XP, que tem seus dias contados. Entretanto, aumenta a popularidade dos sistemas operacionais gratuitos como o Linux e cresce a fração do mercado dos dispositivos da Apple, concorrente da Microsoft que utiliza programas próprios.

Gates sai justamente quanto é considerado o terceiro homem mais rico do mundo, com uma fortuna que atinge US$ 58 bilhões, segundo a revista “Forbes”.

Fonte: Folha Online

Gates discursa pela última vez na Microsoft

Dia 27/06/08 Gates fez o seu último discurso para os funcionários da Microsoft.
Cerca de 800 funcionários estavam na sala de conferência, e milhares de outros funcionários do mundo todo assistiram via webcast. O discurso começou às 9:00am em Seattle (13:00h em São Paulo) e durou cerca de uma hora.

 

Gates entrou no palco e apresentou a sua esposa Melinda e seus filhos. Ele falou sobre a batalha “David x Golias” que a empresa travou com a IBM, sorrindo e dizendo que no final a história teve o final certo.

Ele falou também sobre competitividade, e que a Microsoft deve continuar se focando em software, pois “nós temos muitas oportunidades para surpreender as pessoas”.

Gates falou que não está sendo fácil deixar o dia-a-dia na Microsoft, depois de mais de 30 anos trabalhando ali. Ele contou que quando está dirigindo com as crianças no carro, às vezes ele pensa em trabalho e automaticamente começa a se dirigir para a Microsoft, até que uma das crianças pergunta “Papai, o que nós vamos fazer na Microsoft ?”

Sobre a Microsoft, Gates falou que a idéia não é ser grande, mas ser ágil e competitiva. Ele disse que ele não acredita que a Microsoft dobrará de tamanho, mas disse que “eu já estive errado antes”.

Perguntado sobre o seu maior erro, Gates disse que embora a Microsoft estivesse à frente em algumas áreas como GUI (Graphical User Interface), ela está atrás na área de busca e propagandas na web. “Quando perdemos uma grande chance e não temos grandes pessoas se dedicando a isso, esse é um dos maiores perigos para nós. Isso ocorreu algumas vezes, mas quanto menos, melhor”

Gates comentou sobre um e-mail irritado dele que apareceu na web (aonde ele reclama em 2003 da dificuldade de comprar e instalar o Digital Plus! Pack para Windows XP, da instalação de updates, entre outros detalhes do dia-a-dia), aonde muitos consideraram isso “chocante”. Ele comentou “o que as pessoas pensam que eu faço o dia todo? Eu envio e-mails como este, pois é o meu trabalho e é assim que tornamos as coisas melhores”.

 

 

Por fim, ele fez um discurso emocionado de pouco mais de dois minutos, agradecendo a todos por terem proporcionado tanto prazer no trabalho que era o “centro da vida” dele.

 

 

 

Gates falou do prazer que ele tem em trabalhar com pessoas incríveis na Microsoft, dizendo que ele ama trabalhar com pessoas inteligentes e espertas. Ele disse que há duas características importantes no trabalho desenvolvido na Microsoft:

1) O impacto a longo prazo no mundo, como por exemplo permitir pessoas cegas navegarem na web
 
2) Tornar o trabalho diário das pessoas mais divertido e fácil

Ele disse que aproveitou muito o tempo que conviveu com o “grupo especial de pessoas” (os funcionários da Microsoft) e que não haverá um único dia na vida dele que ele não pensará na Microsoft e nas grandes coisas que a empresa está fazendo.

 

Fonte: Baboo