De qual navegador os usuários mais acessam seu site/blog?

Excelente artigo publicado no Cidadão Maluco, onde o Leandro Braçaroto faz a comparação entre os navegadores.

Veja esta e outras matérias direto no Cidadão Maluco.

Chrome cai cada vez mais

Lançado há pouco mais de um mês, o Chrome chegou a ter 1,16% do mercado mundial de navegadores, de acordo com medição da Net Applications. Mas atualmente a fatia conquistada pelo browser representa 0,77% do total. No último dia 18, o navegador chegou ao seu ponto mais baixo, com 0,72% de participação.

Isso deixa o navegador do Google muito longe até mesmo do Safari, da Apple, que tem 6,7% de participação.

Enquanto isso, o Internet Explorer continua a perder seguidores (mas continua na liderança de mercado) e o Firefox se manteve estável. O IE é usado por 71,5% dos usuários, e o Firefox por 19,5%, segundo a Net Applications.

Está certo que o Google tenta dominar o mundo, mas vai ter que melhorar um pouco o navegador. Usei por 4 dias e tirei fora.

Veja este tópico que diz a verdade sobre o Google.

É uma disputa constante, quem conseguir oferecer mais ganha mercado.

Fonte: Imasters

Número de usuários do Chrome começa a cair, tava demorando!

Parece que o impacto do Google Chrome foi realmente “fogo de palha”, já que grande parte de seus usuários está retornando ao Internet Explorer e Firefox. Sites que monitoram o uso dos browsers notaram que, em algumas áreas, o Chrome caiu para abaixo de 1% apenas um dia depois de seu lançamento.

Agora o uso do browser caiu para 0,77%, o valor mais baixo desde que o Chrome foi lançado. Parte dessa perda de usuários está sendo atribuída àqueles que apenas quiseram testar momentaneamente o Chrome e que agora estão retornando aos seus browsers utilizados no dia a dia.

Também pode ser que uma parte destas perdas seja atribuída ao fato dos que quiseram testar o Chrome, mas estão esperando por novos recursos, funcionalidades ou correções de bugs antes de voltarem a utilizá-lo.

Fonte: TechSpot

O Chrome não quer dizer muita coisa

O Google lançou sua presença no mercado de browsers. Atitude interessante mas que na minha opinião não quer dizer muita coisa.

Ter um novo browser é bacana, vamos ter umas disputas violentas na área dos navegadores, mas eu creio que não muda muito (a minha) a vida dos desenvolvedores. Lembre-se que não importa quão bom seja o IE, Firefox ou o Chrome, nós, desenvolvedores temos sempre que nivelar tudo por baixo, pelo Internet Explorer 6, ainda mais nesta empresa que entrei agora, temos muitos usuários que “ainda” o utilizam. Com certeza a vinda de novos navegadores ajudam com que os antigos sejam descontinuados, mas por enquanto o lançamento de bons browsers só vai, por assim dizer, dar mais vontade de querermos utilizar recursos mais avançados do CSS mas não podem por conta do IE6.

O IE7 foi um avanço interessante. O IE8 está prometendo muito também. Fiquei sabendo que a próxima versão do Firefox será em terceira dimensão (em breve posto sobre isso).

Continue lendo

Chrome está vulnerável a ataque malicioso

 O Chrome, novo navegador do Google, está sujeito a ataques maliciosos. Um pesquisador demonstrou que o browser está vulnerável a ataques de “carpet-bombing” – quando o usuário é induzido a baixar executáveis para o seu sistema.

Segundo Aviv Raff, duas vulnerabilidades combinadas – uma no Apple Safari (WebKit) e uma falha em Java, divulgada na conferência Black Hat deste ano – podem levar um usuário a lançar executáveis a partir do navegador.

Raff fez uma demo inofensiva do ataque em ação (clique aqui para lançar a demo), mostrando como usuários do Google Chrome podem ser ludibriados para executar um arquivo JAR (Java Archive) sem aviso.

A prova de conceito mostra como um simples ataque de engenharia social pode levar o usuário a instalar códigos maliciosos em seu sistema.

Fonte: IDG Now

Google lança navegador de internet Hoje!

 

O Google anunciou nesta segunda-feira (1º) o lançamento do seu navegador de internet, chamado Google Chrome. O programa estará disponível em versão beta a partir de terça-feira (2), em mais de cem países.

A empresa promete lançar um programa “moderno” e “simples”. “Como a página homepage do Google, Google Chrome é limpo e leve”, afirma um post no blog oficial da empresa.

O Google também diz que o software, que terá código aberto, “roda melhor os complexos aplicativos de internet”. Por enquanto, o programa estará disponível apenas para Windows. No futuro, devem existir versões para Mac e Linux.

Até agora, o Internet Explorer, da Microsoft, é o mais utilizado para acesso à internet. Em julho, o programa foi utilizado para 90,7% dos acessos à rede no Brasil –queda de 2,5% em relação a janeiro. O Firefox, da Fundação Mozilla, teve 8,2% dos acessos, uma alta de 34% em relação ao primeiro mês do ano. Outros navegadores tiveram em julho 1,03% dos acessos.

No âmbito mundial, a participação do navegador da Fundação Mozilla é maior. As várias versões do Firefox representam 18,41% do mercado mundial de navegadores, segundo a NetApplications. Mas o Internet Explorer ainda domina o mercado, com 73,75%.

Para mais informações visitem

http://www.google.com/googlebooks/chrome/

Fonte: Folha Online

Microsoft alerta para falha no Safari

A Microsoft alertou na sexta-feira para uma séria falha de segurança no browser Safari para Windows. A falha poderia permitir a execução remota de códigos e por isso a empresa pediu que os usuários evitassem utilizar o browser até que uma atualização seja disponibilizada pela Apple. 

Se você utiliza o Safari, a Microsoft publicou uma forma de contornar o problema até que uma atualização seja disponibilizada. Mude o local padrão onde os downloads feitos pelo Safari são salvos (normalmente a área de trabalho) com os passos abaixo: 

– Execute o Safari e no menu Edit selecione Preferences.

– Na opção Save Downloaded Files to:, selecione um local diferente em seu disco rígido.

Para maiores informações sobre a falha, clique aqui.

Fonte: PCWord